Site Novo Cineminha - ovo Cineminha é uma vertente do projeto Novo Cinema, que visa incentivar as crianças

A partir de 2030, Brasil terá mais velhos que jovens e a tecnologia ajudará essa parte da população a viver melhor

Ainda que o processo de envelhecimento seja doloroso para alguns, os avanços tecnológicos e da medicina estão fazendo a expectativa de vida disparar.

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), os idosos representam, atualmente, 10% da população brasileira. A partir da década de 2030, teremos mais velhos do que jovens e, em 2050, a população acima dos 60 anos será o dobro do contingente de crianças e adolescentes com menos de 14 anos.

E essa futura maior parcela da população precisará viver com qualidade. Para isso, empresas e pesquisadores estão cada vez mais de olho na população acima de 60 e já pensando em como melhorar a vida dessa considerável parcela da população. Apesar de ser complicado prever exatamente como será o futuro, já é possível vislumbrar como viverão os velhinhos num futuro próximo. O que já dá para adiantar é que não faltarão sensores para tornar a sua vida mais segura.

Separamos um exemplo extraordinário de como a tecnologia irá ajudar a aumentar a qualidade de vida e longevidade.

O Philips Go Safe, que tem o funcionamento que lembra um pouco um telefone sem fio. Disponível no momento apenas nos Estados Unidos, conta com uma base e um colar, que deve ser usado pelo idoso. Em caso de acidente, o dispositivo que está com a pessoa que caiu detecta automaticamente a queda e faz uma chamada para um serviço de emergência. O colar ainda funciona com uma espécie de walk-talk, então a vítima poderá conversar com o socorrista. Caso não tenha condições de falar, o Go Safe conta com um GPS embutido, o que facilita a busca da pessoa.

Fonte: Viva Bem

Posts recentes