Fatos sobre comida que vão virar a sua cabeça

Fatos sobre comida que vão virar a sua cabeça
Fatos sobre comida que vão virar a sua cabeça
Avalie esta postagem

Separamos curiosidades incríveis sobre alguns alimentos.

1. O corante alimentar vermelho usado nos Skittles é feito de besouros cozidos.
O ácido carmínico, também conhecido como cochonila, é um corante alimentício vermelho usado em balas, cerejas maraschino, em batons e em outras coisas. Ele é feito a partir das carcaças esmagadas de um besouro conhecido como Dactylopius coccus.

2. Os ursinhos de goma são cobertos com a mesma cera usada para encerar carros.
Tanto os ursinhos de goma quanto os carros são revestidos de cera de carnaúba para terem brilho.

3. Se você colocar uma uva no forno micro-ondas, ela explode.
Aviso: Não tente isso em casa, ou você pode estragar seu micro-ondas. Mas funciona quando você parte ela pela metade, deixando as duas metades grudadas pela casca. Isso faz com que ela fique aproximadamente com o mesmo tamanho do comprimento de onda da radiação. A uva aquece e libera vapor onde os raios têm mais energia. O vapor vira plasma e, dentro alguns segundos, a uva pega fogo.

4. Mergulhar a comida no molho depois de mordida não espalha mais germes do que mergulhar só uma vez.
De acordo com os MythBusters, a quantidade de bactérias que vão parar no molho é mínima – não importa se você mergulha uma ou duas vezes.

5. Biscoitos e salgadinhos de pacote causam cáries mais rápido do que os doces.
De acordo com a academia americana de odontopediatria, alimentos com amido – como biscoitos e salgadinhos – podem causar mais danos aos dentes do que os doces devido ao tempo que esses alimentos permanecem nos dentes após você comê-los.

6. Batatas podem absorver e refletir sinal de wi-fi.
Quando a Boeing quis testar seu sinal sem fio em novos aviões em 2012, eles colocaram enormes pilhas de batatas nos assentos. Por causa de seu alto teor de água e composição química, as batatas absorvem e refletem os sinais de rádio e wireless como os humanos.

7. Todas as bananas são clones.
Pelo menos nos Estados Unidos e na Europa. A banana Cavendish, que representa 99% das bananas produzidas no mundo para exportação, foi produzida em larga escala porque ela não tem sementes e pode sobreviver mais tempo que as outras variedades de bananas. Como não tem sementes, ela precisa ser clonada pelos fazendeiros.

8. Os cientistas descobriram como transformar manteiga de amendoim em diamantes.
Os cientistas do Bayerisches Geoinstitut na Alemanha descobriram que, como a manteiga de amendoim é tão rica em carbono, é possível transformá-la em diamantes.
Basta extrair o oxigênio do dióxido de carbono encontrado na propagação do amendoim e, em seguida, promulgar imensa pressão sobre o carbono deixado para trás.

Tudo que você precisa é extrair o oxigênio do dióxido de carbono encontrado na propagação do amendoim e, em seguida, promulgar imensa pressão sobre o carbono deixado para trás.

9. E os amendoins não são castanhas. Eles são, na verdade, leguminosas.
E também crescem sob o solo!

10. O filme branco que envolve o salmão é comestível. Ele é feito de proteína!
Aquela espuminha branca e gosmenta é uma proteína solúvel chamada albumina. Quando as fibras musculares do peixe são aquecidas, elas se contraem e empurram a albumina umedecida para a parte exterior da carne.

11. A maioria das ostras que as pessoas comem ainda estão vivas.
De acordo com o “Business Insider”, as ostras são armazenadas em condições bem reguladas para mantê-las vivas, porque não é seguro comê-las depois de mortas.

12. Manteiga deve ser guardada na geladeira, e não à temperatura ambiente.
De acordo com o porta voz da FDA (vigilância sanitária dos EUA), Peter Cassell, deixar a manteiga à temperatura ambiente pode “acelerar o processo de rancidificação, que é responsável por dar um sabor incomum e desagradável à manteiga.

13. Um garoto de 11 anos inventou o picolé por acidente.
Mesmo que alguns detalhes da história da origem tenham sido debatidos, de acordo com a NPR, em 1905 Frank Epperson, de 11 anos, deixou uma mistura de refrigerante e água em um copo do lado de fora durante a noite. Sua mistura congelou e ele comeu seu novo deleite.Epperson chamou sua invenção de “Epsicle” e começou a vendê-lo em Neptune Beach, em San Francisco naquele verão. Quando ele ficou mais velho, os filhos de Epperson começaram a chamar sua criação de “Pop’s Sicle” ou “Picolé”.

14. O castóreo é uma secreção liberada pelas glândulas anais do castor, usada para demarcar território, e é usada em flavorizantes como a baunilha e em alguns bourbons.
E isso é tudo o que eu tenho a dizer sobre esse último.

15. As pessoas pensavam que os tomates eram venenosos
Na Europa do século XVIII, o tomate era apelidado de “a maçã venenosa”, porque os aristocratas muitas vezes adoeciam e morriam depois de comê-los. Mal sabiam eles que a explicação tinha a ver com a escolha de utensílios de mesa, não com os tomates.O aumento do século XIX na popularidade da pizza em Nápoles, Itália, mudou lentamente a atitude nociva em relação aos tomates.

Comenta aqui qual achou mais curiosa…

Fonte: Insider

Comentários

Postar um comentário